Artigos

CULTURA BAIANA EM EXPOSIÇÃO: JOSÉ ANTONIO DO PRADO VALADARES ‘UM HOMEM DE MUSEU’

Resumo: No Brasil os museus e coleções de museus vem sendo estudados sob os mais diversos ângulos como o da História, História das Ciências, Comunicação, Arte, Semiótica, entre outros, fazendo-nos revisitar o passado ou analisando o presente, de forma que se compreenda melhor o estado atual dos museus. O OBSERVATÓRIO DA MUSEOLOGIA BAIANA (Departamento de Museologia/FFCH/UFBa/CNPq) visa atuar em focos de pesquisa com vistas a identificar, coletar, registrar e analisar fontes documentais referentes à Museologia regional e seus personagens, cujos relatos se encontram dispersos. É nesse quadro que se insere a pesquisa sobre José Antonio do Prado Valadares – “um homem de museu”, como se auto-denominou -, o único brasileiro a participar da Comissão Editorial da revista Museum (Unesco) cujo primeiro número foi editado em 1948. Considerado por Rodrigo M. F. de Andrade, o então regente do SPHAN (Serviço de Patrimônio Histórico e de Arte Nacional) como um raro perito “em matéria de museologia e de história da arte” ele é um dos exemplos a ser pesquisado para responder à pergunta: que peso afinal os museus tiveram para a cultura baiana? 

O PRAZER DA MILITÂNCIA: A ÉTICA ESTÉTICA DA “NEGRITUDE ILÊ”

 
Autora: Rita de Cássia Maia da Silva
 
RESUMO: Trata-se de uma análise das múltiplas interpretações em torno das produções culturais do Bloco Afro Ilê Aiyê, na modificação e valoração positiva da imagem dos negros na cidade do Salvador. Os desfiles de carnaval e os espetáculos promovidos pelo bloco emitem uma imagem de negro diversa da habitual, fornecem novos modelos e formas para identificação da população afro-descendente, bem como, influem nas estruturas de percepção da população local, interferindo e transformando, em vários graus, as hierarquias estéticas, culturais, políticas e econômicas na cidade do Salvador.
 
ABSTRACT: An analysis of about various interpretations and cultural productions of the Block Afro Ilê Aiyê, changing to a positively valuate the blacks people image in the city of Salvador. The  spectacles and the carnival
promoted for the block emit a diverse image of black of the habitual and supply new models and forms of identification to the afro-descendant population, as well as, influence our structures of perception, intervening and
transforming, in some degrees, the aesthetic, cultural hierarchies, economic politics in the city of Salvador.

A COLEÇÃO CAPOEIRA DO MUSEU AFRO-BRASILEIRO (MAFRO/UFBA): OS MESTRES PASTINHA, BIMBA E COBRINHA VERDE E A DOCUMENTAÇÃO MUSEOLÓGICA.

A COLEÇÃO CAPOEIRA DO MUSEU AFRO-BRASILEIRO (MAFRO/UFBA): OS MESTRES PASTINHA, BIMBA E COBRINHA VERDE E A DOCUMENTAÇÃO MUSEOLÓGICA.

Autoras: Joseania Miranda Freitas, Dora Maria Galas e Sandra Kroetz

Resumo

O texto apresenta as reflexões decorrentes das atividades de investigação sobre a identidade de determinados conjuntos museológicos, com base no registro das memórias de personalidades da Capoeira na Bahia, a saber: Mestre Pastinha, Bimba e Cobrinha Verde, demonstrando os resultados advindos neste processo da atenção e cuidado na guarda das peças bem como a diligência, por parte dos familiares, ao reunir o material para doação ao Museu Afro-Brasileiro da Universidade Federal da Bahia.

Do esmaecimento ao contraste jogos e estratégias entre representações e a auto-representações do Negro en Salvador

Do esmaecimento ao contraste: jogos e estratégias entre representações e a auto-representações do Negro en Salvador

Autora: SILVA, Rita de Cássia Maia da.

https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=2065419

 

Resumen

  • Um estudo da representação e do significado da identidade negra em Salvador, mais acentuadamente dos artifícios cosméticos de manipulação da aparência, iniciando por um traçado evolutivo desta imagem, desde as fotografias de negros do século XIX, chegando à estética e aos espetáculos dos blocos afro, mais especificamente da mudança radical produzida pela Associação Cultural Bloco Afro Ilê Aiyê e a Associação Cultural Olodum as quais, ao se inserirem no mercado globalizado enfatizando as diferenças locais, adotam duas vertentes para construção identitária; o primeiro em um estilo mais tradicionalizante e voltado para a ênfase da matriz africana e o segundo na busca de um padrão Afro-pop mais adequado à veiculação de produtos da indústria cultural. O trabalho observa os lucros obtidos dessas duas entidades nas suas estratégias de sobrevivência no mercado do entretenimento e no seu trabalho assistencialista, ultrapassando o enriquecimento particular de seus agentes, estendendo seus benefícios à comunidade de origem, servindo ainda como referência local e global da resistência de uma identidade negra na diáspora. Tomamos essa trajetória como a evolução de um conjunto de estratégias de inversão da imagem tradicionalmente negativa do negro, para uma mais positiva no vocabulário imagético cotidiano na cidade. Por fim, identificamos o aparecimento destas e outras entidades como a manifestação local do fenômeno de ressignificação da imagem do negro através de recursos espetaculares e midiáticos ocorrida em nível internacional desde a década de 70.

LAS RAÍCES AFRICANAS DEL CARNAVAL DE BARRANQUILLA

Autora: Joseânia Miranda Freitas 

Resumo

Este texto trata sobre as raízes africanas do carnaval de Barranquilla, com especial ênfase nas contribuídas pelo Palenque de San Basílio, a influência e permanência das marcas culturais de origem africana, através de suas músicas, indumentárias e alegorias produzidas para a atualidade e as heranças no passado. O texto privilegia os aportes teóricos oferecidos pela antropóloga Nina de Friedemann, e ainda referências ao antropólogo Aquiles Escalante Polo, dois importantes pioneiros dos estudos afro-colombianos.
Palavras-chave: Carnaval. Afro-colombianos. Memórias
Resumen
Este texto versa sobre las raíces africanas del carnaval de Barranquilla, con especial énfasis en las aportadas por el Palenque de San Basilio, la influencia y permanencia de las marcas culturales de origen africano, a través de sus músicas, indumentarias y alegorías producidas para la actualidad y las herencias del pasado. El texto privilegia los aportes teóricos ofrecidos por la antropóloga Nina de Friedemann, y aún referencia al antropólogo Aquiles Escalante Polo, dos importantes pioneros de los estudios afrocolombianos.
Palabras claves: Carnaval. Afrocolombianos. Memorias
Abstract
This text treats on the African roots of the carnival of Barranquilla, with special emphasis in the contributed one for the Palenque de San Basílio, the influence and permanence of the cultural marks of African origin, through its musics, clothes and ornaments produced for the present time and the legacy in the past. This text arrives in port privileges them theoretical offered for the anthropologist Nina de Friedemann, and still references to anthropologist Aquiles Escalante Polo, two important pioneers of the studies afro-Colombians.
Keywords: Carnival. Afrocolombianos. Memories
 

 

EL CARNAVAL AFRO-BRASILEÑO EN SALVADOR DE BAHIA: patrimonio de la cultura brasileña

Joseania Miranda Freitas
 
Resumo
Este texto parte de uma investigação desenvolvida no Museu Afro-Brasileiro e trata da articulação entre museologia, museus e elementos materiais e imateriais do patrimônio da cultura brasileira, vivenciada no carnaval afro-brasileiro de Salvador-BA, através dos chamados blocos-afros, grupos estes de expressão política, social e cultural.
Palavras-chave: Carnaval Afro-Brasileiro. Patrimônio Cultural Brasileiro. Museologia
Resumen
Este texto parte de una investigación desarrollada en el Museo Afro-Brasileño y trata de la articulación entre museologia, museos y elementos materiales e inmateriales del patrimonio de la cultura brasileña, vivenciada en el carnaval afro-brasileño de Salvador de Bahía (Brasil), a través de los llamados blocos-afro, grupos de expresión política y sociocultural.
Palabras clave: Carnaval Afro-brasileño. Patrimonio Cultural Brasileño. Museología
Abstract
This text is part of a research developed at the Afro-Brazilian Museum. It’s about the articulation between museology, museums and tangible and intangible materials of the cultural Brazilian patrimony, experience during the afro-brazilian carnaval in Salvador (Bahia-Brazil), through of afro-blocos which are groups of political and social cultural entertainment expression..
Keywords: Afro-brazilian Carnaval. Brazilian Heritage. Museology

 

Palavras-chave

Carnaval; Cultura Afrodescendente; Museologia; Patrimonio cultural