Museologia.

CULTURA BAIANA EM EXPOSIÇÃO: JOSÉ ANTONIO DO PRADO VALADARES ‘UM HOMEM DE MUSEU’

Resumo: No Brasil os museus e coleções de museus vem sendo estudados sob os mais diversos ângulos como o da História, História das Ciências, Comunicação, Arte, Semiótica, entre outros, fazendo-nos revisitar o passado ou analisando o presente, de forma que se compreenda melhor o estado atual dos museus. O OBSERVATÓRIO DA MUSEOLOGIA BAIANA (Departamento de Museologia/FFCH/UFBa/CNPq) visa atuar em focos de pesquisa com vistas a identificar, coletar, registrar e analisar fontes documentais referentes à Museologia regional e seus personagens, cujos relatos se encontram dispersos. É nesse quadro que se insere a pesquisa sobre José Antonio do Prado Valadares – “um homem de museu”, como se auto-denominou -, o único brasileiro a participar da Comissão Editorial da revista Museum (Unesco) cujo primeiro número foi editado em 1948. Considerado por Rodrigo M. F. de Andrade, o então regente do SPHAN (Serviço de Patrimônio Histórico e de Arte Nacional) como um raro perito “em matéria de museologia e de história da arte” ele é um dos exemplos a ser pesquisado para responder à pergunta: que peso afinal os museus tiveram para a cultura baiana?