"SÀLÚBÁ – A Arte do Sagrado nas Águas de Ijemu" DEZEMBRO/2017

dezembro/ 2017
Homenagem a D. Eunice Santos Souza, que em 2017 completou 80 anos de Arte, Cultura e Ancestralidade, divulgando as tradições culturais africanas, por meio de suas habilidades artísticas.
 
Sàlúbá A Arte do Sagrado nas Águas de Ijemu Em continuidade às celebrações dos seus 35 anos, o MAFRO/UFBA recebe a Exposição Sàlúbá - A Arte do Sagrado nas Águas de Ijemu, em homenagem a D. Eunice Santos Souza, que em 2017 completou 80 Anos de Arte, Cultura e Ancestralidade, divulgando as tradições culturais africanas, por meio das suas habilidades artísticas. Como mulher negra e dentro de uma jornada vivida com sabedoria, D. Eunice fortaleceu a sua identidade sociocultural no contexto dos povos de terreiro, transformando-se numa Mestra Popular e ferramenteira artesã, criando artefatos, adereços e paramentos sagrados. O seu trabalho obteve reconhecimento do Ministério da Cultura, recebendo o título de Mestra do Mundo no ano de 2010, participando de um evento em Fortaleza que celebrava os mestres da cultura tradicional popular e buscava preservar o patrimônio imaterial por meio dos chamados Tesouros Vivos da Cultura. Ela também é membro participante do projeto pedagógico de diálogo entre a tradição oral e a educação formal da Ação Griô, do Programa Cultura Viva do Ministério da Cultura. Além da exposição, serão realizadas duas oficinas. 
Programação:
Abertura da Exposição: 05 de dezembro de 2017 Local: MAFRO – Museu Afro-Brasileiro da Universidade Federal da Bahia
Abertura: 18h Endereço: Largo do Terreiro de Jesus, s/n, Faculdade de Medicina da Bahia
 
Imagem Ilustrativa: